Um ano novo cheio de oportunidades!

Olá, pessoal!

Antes de começarmos esse artigo, queria saber de vocês o que acharam desse ano de 2017? Que ano difícil, não? Diversos países passaram por processos políticos e econômicos extremamente conturbados, desastres ambientais assustaram a população e crises, principalmente, de esperança criaram uma grande cicatriz no otimismo de muitos.

O panorama mundial nesse ano que quase se finda foi – na opinião de muitos – assustador! O Brasil teve um dos maiores escândalos político-econômicos de toda a sua história com operações policiais que sedimentaram a confiança em empresas estatais até então incontestáveis. Manchado por gestões governamentais ralas e substitutos não promissores, o país sofre engatinhando em um ano muito turbulento, repleto de manifestações e incredulidade política. Angola também sofreu muito com a contestação das operações da Sonangol, o que gerou um momento de muita dúvida não só com a economia, mas com a repressão política para com a entrada do novo presidente. Portugal se viu abalado pelas queimadas que aconteceram em regiões de mata devido ao clima seco e se espalharam por causa de ventos, deixando o país em estado de emergência pública com uma contagem assustadora de vítimas e famílias desamparadas.

Mas o que esperar de 2018?

Por mais que o cenário mundial esteja grave, a iniciativa da população e das empresas não pode ser reativa e acomodada. Sabemos que alguns casos não só nos machucam como nos enchem de rancor, mas de nada adianta se não assumirmos uma postura proativa! Nossa intenção tem que ser voltada para o progresso, com atitudes que não deixam se acomodar ao pensamento negativo de condenação, mas que visam única e simplesmente se superar!

É por isso que a CaptureDOC assumiu o seu papel de responsabilidade social nessa luta e está se instalando nas áreas que, em outubro, foram acometidas pelas queimadas com o intuito de desenvolvimento com o local, criando massa crítica no Concelho mais afetado pelos fogos. Também iniciamos um patrocínio com uma equipe de hóquei portuguesa, criando laços na comunidade e contribuindo com o espírito competitivo e de formação para com os jovens. Além disso, nossas parcerias e atuação com o Brasil estão a pleno vapor conquistando cada vez mais representantes comerciais com o país, incitando o desenvolvimento em conjunto. Em especial, vale ressaltar que o nosso distribuidor SPSCOM supera os obstáculos do desemprego no Brasil investindo continuamente na contratação de funcionários e na aceleração da economia.

O que esperamos desse novo ano é de nos reestabelecermos calcados em otimismo e responsabilidade social para darmos a volta por cima! E no futuro, olharemos aquela cicatriz que jamais será esquecida, mas perceberemos que agora ela já não dói mais.

Até 2018! 😉

Compartilhe

Saiba mais sobre